"As roupas de uma mulher a cobrem, mas os acessórios fornecem os detalhes que a faz única."








27 de out de 2010

Maxicolar: as famosas também usam

Aprenda combinar esse acessório e deixe suas produções mais bonitas



Por Alexandra Moura e Alessandra Gambaro


Tamanho é documento


Esse acessório de peso pede complementos discretos. Brinco pequeno, estilo botão, e anel médio são ideais. E só! Cabelo preso em um coque ou rabo ajudam a deixar o pescoço mais bonito e destacado.



De olho no decote

Para não errar, siga a lógica: se o colar for redondo, a gola deve ser redonda. Gola em V pede colar com o mesmo formato. Com tomara que caia, prefira os mais curtinhos. O maxi colar está em alta para dar destaque a looks de festa ou mesmo para dar um charme a um visual básico. Na noite, combine com vestido; no dia a dia, use com blusa ou camiseta lisa de gola careca.

Mariana Ximenes e Leighton Meester

Foto: Celso Akin / AgNews / Getty Images



1. Mariana Ximenes


A atriz soube combinar o decote em V do vestido com o colar cheio de franjas que fazem esse mesmo desenho. Solução perfeita para alongar a silhueta.



2. Leighton Meester

A morena optou por um modelo tribal de maxicolar, que quebrou a seriedade do pretinho mais elegante. Ótimo para sair do convencional.
 Carolina Ferraz e Lica Oliveira



Foto: Renato Rocha Miranda / Divulgação Rede Globo / Philippe Lima e Roberto Teixeira / AgNews




1. Carolina Ferraz


Carol deu um "tchan" ao decote tomara que caia com o maxi colar. Apesar de grande, o acessório não tem brilho, fazendo um conjunto discreto com o brinco pequeno e o tecido da roupa. Um toque todo especial para uma produção mais discreta.



2. Lica Oliveira

Lica usou um colar de várias voltas com blusa de decote redondo e cabelos presos no alto, chamando a atenção apenas às correntes. Para uma produção mais básica, usar um maxicolar é um ótimo truque.









Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/moda/reportagem/acessorios/maxicolar-famosas-tambem-usam-604703.shtml


Conteúdo do site ANAMARIA





26 de out de 2010

Os domínios web mais perigosos

                                                                                       Getty Images


Um relatório elaborado pela empresa de softwares de segurança McAfee, aponta que 31% dos sites “.COM” estão entre os mais arriscados do mundo.

O estudo “Mapeando os Perigos da Web” analisou cerca de 27 milhões de páginas, sendo que 6,7% destas apresentaram riscos à segurança. Um aumento de 5,8% em relação ao ano passado.

Os domínios com menor número de restrições atraem os cibercriminosos, que têm por costume se afastar dos que criam regras mais rígidas.

Exemplo disso são os sites “.TRAVEL” e “.EDU” considerados o primeiro e segundo, respectivamente, mais seguros, com menos de 0,05% das páginas infectadas, ou seja, uma proporção de um a cada 2 mil sites contaminados. O “.JP” (do Japão) é o terceiro mais seguro, pelo segundo ano seguido (esta é a quarta edição do estudo).

Entre os mais perigosos, estão os domínios “.COM” e “.INFO” em primeiro e segundo lugar, respectivamente, sendo os mais arriscados da web. Já o domínio .VN (Vietnã) subiu do 39º para o terceiro lugar. Segundo a análise, 29,4% dos sites registrados nesse país são perigosos.

Em contrapartida, o domínio .SG (Cingapura) tornou-se mais seguro este ano, caindo da 10ª posição para a 81ª posição. Atualmente, o processo de registro em Cingapura exige que qualquer site com domínio .SG tenha documentação apropriada. Isso ajudou a aumentar os níveis de segurança, de acordo com a Central de Informações de Rede de Cingapura.


Como se proteger
Os alvos dos cibercriminosos são regiões onde o registro de sites é barato e prático e, ainda, onde correm menos risco de serem descobertos.

"Este relatório destaca a velocidade com que os cibercriminosos mudam suas táticas, para enganar o maior número de vítimas e evitar que sejam descobertos”, afirma Paula Greve, diretora de Pesquisas do McAfee Labs. “No ano passado, o domínio .VN, do Vietnã, era relativamente seguro. No relatório deste ano, já ocupa o terceiro lugar entre os mais perigosos.
Um domínio de nível superior (também conhecido como TLD - Top-level Domain) é o código no final do endereço de um site. Ele indica o local em que o site está registrado. De acordo com o estudo, na maioria dos acessos os usuários não estão atentos ao sufixo TLD quando fazem pesquisas.

Muitos clicam no primeiro resultado que lhes pareça interessante. Isso faz com que fiquem vulneráveis a criminosos, que aperfeiçoam seus sites para que sejam evidenciados em mecanismos de pesquisa e aproveitam-se de erros de digitação, como .CM em vez de .COM

 
 
Fonte: http://info.abril.com.br/noticias/seguranca/os-dominios-web-mais-perigosos-do-mundo-26102010-41.shl

Prata na Lua

Foto: Nasa



Análise de amostras lunares revela que nosso satélite natural possui não somente grande quantidade de água, mas também outros elementos, como mercúrio, sódio, cálcio e até mesmo prata.

Um ano após a descoberta de moléculas de água na Lua, novos dados das missões Lunar CRater Observation and Sensing Satellite (LCROSS) e Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO), da Nasa, mostram que o solo lunar à sombra das crateras é rico em materiais bastante úteis ao homem.
Além disso, os dados revelam que a Lua parece ser quimicamente ativa e possui um ciclo completo de água. As descobertas foram publicadas hoje na Science.




Bombardeando a Lua

No dia 9 de outubro de 2009, a LCROSS propositalmente lançou a nave Centaur na cratera Cabeus, perto do pólo sul lunar. A ideia era levantar o material do fundo da cratera para que sua composição fosse analisada. A Centaur atingiu a lua a mais de 9.000 km/h, enviando uma nuvem de material a cerca de 20 km de altura.
Esses detritos, que podem ter ficado escondidos do Sol por bilhões de anos, foram então analisados por instrumentos da LCROSS e LRO.
O que os pesquisadores notaram foram cristais de água pura erguidos com o impacto. O local escolhido para o impacto, a cratera Cabeus, pode ser uma das regiões mais ricas em água, uma vez que o gelo pode compor até 4% do seu peso.
Além disso, esse material continha substâncias “voláteis” – ou seja, elementos que congelam nas frias crateras mas se vaporizam facilmente ao serem expostos à luz do Sol. Segundo as análises, até 20% do material erguido pelo impacto era volátil – incluindo metano, amônia, gás hidrogênio, dióxido de carbono, monóxido de carbono, mercúrio e sódio. Também foram achadas pequenas quantidades de cálcio e magnésio, ambos na forma de gás.
A diversidade e abundância desses elementos sugerem que eles vieram de uma variedade de fontes, como cometas e asteróides, e denunciam também a presença de um ciclo ativo da água nas regiões sombreadas da Lua. Esses processos químicos em andamento na Lua podem também acontecer em asteróides, satélites naturais de outros planetas ou até mesmo nas regiões polares de Mercúrio.
Os instrumentos da NASA também descobriram a presença de metais leves, como sódio, mercúrio e até mesmo traços que indicam a possível presença de prata (embora em quantidades muito pequenas). Os dados coletados antes do impacto, com intrumentos responsáveis pelo mapeamento topográfico e medições de temperatura e concentrações de hidrogênio, revelam que a água não está igualmente distribuída nas regiões sombreadas; ela está em bolsões que podem se estender para fora da área de sombra das crateras
Para os pesquisadores, compreender o processo e o ambiente que determina a localização do gelo, como a água foi parar lá e qual seu ciclo, facilita bastante o planejamento de futuras missões à Lua – inclusive missões tripuladas. Além disso, o gás hidrogênio, a amônia e o metano poderiam ser explorados para produzir combustível no caso da instalação de uma base lunar.


Fonte: http://info.abril.com.br/noticias/ciencia/lua-contem-prata-e-mercurio-alem-de-agua-22102010-28.shl

Âmbar com insetos achado na Índia

David Grimaldi/AMNH
                                        Uma Psocoptera da família Lepidopsocidae, encontrada no âmbar indiano



Um grande depósito de âmbar de 50 milhões de anos encontrado na Índia pode mudar a história geológica da Terra e adiantar o surgimento de algumas espécies no planeta.
Tudo porque os insetos encontrados presos no material mostram que o subcontinente não ficou tão isolado como antes se achava.
Pesquisadores indianos, americanos e alemães passaram dois anos no nordeste da Índia examinando o que pode ser o maior depósito de âmbar já encontrado. O material encontrado na província de Gujarat está extremamente bem preservado e repleto de animais. Além disso, como a resina não foi completamente fossilizada, os pesquisadores conseguiram dissolvê-la de novo e ter acesso aos animais.
Até agora, foram achados mais de 700 artrópodes de 55 gêneros diferentes; a maioria é de insetos (como abelhas e moscas), mas também aranhas, ácaros e partes de plantas.


Índia, a solitária

Uma das teorias mais aceitas sobre a formação moderna dos continentes diz que o sub-continete da Índia “se separou” do leste africano há cerca de 160 milhões de anos e flutuou pelo oceano, isolado, à velocidade de20 centímetros ao ano. Somente há cerca de 50 milhões de anos a Índia teria colidido com a Ásia em um impacto que resultou na formação da cadeia de montanhas do Himalaia.
Se fosse verdade, a Índia teria ficado completamente isolada do restante do mundo por 100 milhões de anos, dando tempo para o surgimento de uma flora e uma fauna únicas. Sendo assim, o âmbar achado, que possui 53 milhões de anos, mostraria como era a vida na Índia antes de sua ligação ao continente asiático. As espécies encontradas nele deveriam, portanto, ser diferentes das de quaisquer outros lugares.
Mas este não foi o caso. Insetos parecidos aos achados em Gujarat já foram encontrados na Europa e America Central, indicando um grande intercambio de espécies antes do âmbar se formar. Os pesquisadores especulam então que poderia ter existindo uma série de ilhas continentais, como o Japão e Indonésia são hoje, que teriam permitido aos insetos passarem à Índia.
Outra descoberta interessante está na formação do âmbar, que vem de uma planta da família das Dipterocarpaceae. Os pesquisadores acreditavam que essa família havia surgido há 25 milhões de anos, porém a datação do âmbar mostra que, na verdade, elas existem há pelo menos 50 milhões de anos.






Fonte:
http://info.abril.com.br/noticias/ciencia/%C3%82mbar-com-insetos-achados-na-india-26102010-11.shl

Uma Boa Ação

Sears anunciou o lançamento de uma linha exclusiva de jóias em prata que vai beneficiar Knots of Love,fundada por Christine Fabiani Shively, é uma instituição de caridade que ajuda pacientes com câncer submetidos à quimioterapia.

Introduzidas com o apoio da Sun Source Jewelry a linha, também chamado "Knots of Love", é composto principalmente de projetos em prata, com um estilo de ouro de 14 quilates e ouro de 14 quilates sobre as peças de prata esterlina incluído na mistura. Temas em destaque incluem Knots do coração, Amor da assinatura, bem como projetos de cruz e anjo acentuados com diamantes, ametistas, safiras laboratório-criados branco e rubi.



Peças variam de preço entre 29,99 dólares para uma peça simples em prata esterlina no formato de coração pingente ou anel para 299,99 dólares por um coração de ouro 14 quilates pingente com 0,25 quilates de diamantes. Uma doação de 2 por cento serão feitos para Knots of Love, e Sun Source Jewelry comprometeu-se a uma doação mínima de $ 50.000.

Para mais informações sobre Knots of Love, visite o Web site da caridade, KnotsOfLove.org. Para ver a nova linha de jóias, visite Sears.com.





Fonte: http://www.nationaljewelernetwork.com/nj/majors/article_detail?id=20553

25 de out de 2010

Gemologia




O Instituto Gemológico da América (GIA) da Tailândia vai sediar um evento na próxima semana para destacar a cooperação e a partilha de informação entre os principais laboratórios gemológicos em seus esforços para proteger os compradores de pedras preciosas e vendedores em todo o mundo.



O evento está programado para 27 de outubro e será dirigida por Kenneth Scarratt, diretor da GIA Sudeste Asiático e diretor do Laboratório GIA. Além disso, a discussão irá oferecer uma visão do Dr. Pornsawat Wathanakul, que atua como conselheiro acadêmico para a Jóias Institute da Tailândia.



Os palestrantes irão discutir o trabalho do  Laboratory Manual Harmonisation Committee  (LMHC) e sua dedicação à promoção da partilha de informações entre os principais laboratórios do mundo. Scaratt Wathanakul e falará sobre a história da formação LMHC, e metas, e as folhas apresentam informações que explicam a nomenclatura utilizada em relatórios do laboratório pelos seus membros em todo o mundo, incluindo GIA. Além disso, os participantes do evento irão aprender sobre o grau em que o líder mundial em laboratórios gemológicos trabalham juntos para obter consistência na comunicação da linguagem.



39 GIA Tailândia Gemstone Gathering é um evento gratuito, que começará às 06:00 na quarta-feira, 27 de outubro no Hotel Pan Pacific Banguecoque. Devido ao número limitado de lugares, os interessados em participar estão convidados a RSVP por 26 de outubro. Para confirmar a presença, visite GIAThai.net ou GIAThailand.com.

 
 
 
Fonte :  http://www.nationaljewelernetwork.com/nj/colored-stones/article_detail?id=20531

23 de out de 2010

Diamante Azul

Diamantes






"Bulgari Blue 'define preço recorde em leilão





O "Bulgari Blue" apresenta um 9,87 quilates, em formato triangular, diamante incolor emparelhado com um 10,95 quilates, em formato triangular diamante azul.





Nova York



A "Bulgari Blue", um anel de diamante com duas pedras que caracteriza a maior forma triangular diamante azul que já apareceu em leilão, estabeleceu um recorde mundial ontem à noite, vendido por 15,7 milhões de dólares na Christie's.



Desenhado por Bulgari na década de 1970, o anel recorde é a jóia mais cara nos leilões em 2010.



Antecipado pela casa de leilões para buscar mais de 12 milhões dólares na Christie's "Jewels: Em 20 de outubro, o Blue Bulgari foi atingido por uma batalha de lances cabeça-à-cabeça envolvendo um cliente no quarto e dois clientes ao telefone. Após cinco minutos de licitação para a parte da venda o grand finale, o martelo caiu para um colecionador asiático.



De acordo com François Curiel, presidente da Christie's na Ásia e o diretor internacional de jóias na Christie's, o lance para o anel começou com um lance de R $ 8 milhões em telefone com Vickie Sek, chefe da Christie's de jóias para a Ásia. Um colecionador europeu sobre o telefone com Rahul Kadakia, chefe de jóias para as Américas da Christie's,fez uma oferta e, em seguida, o par negociado lances frente e para trás em incrementos de $ 500.000 até o cliente Sek prevaleceu. O lance de 15,7 milhões de dólares final. ao definir um preço recorde por quilate para um diamante azul.



Colocados à venda por um colecionador privado europeu, que tinha mantido o anel por quase 40 anos, a Bulgari Blue havia sido comprado pelo colecionador na boutique Bulgari capitânia em Roma em 1972. Foi um presente para sua esposa em comemoração ao nascimento de seu primeiro filho. O preço final de venda em 1972 foi cerca de US $ 1 milhão.



O anel possui um 9,87 quilates, em formato triangular diamante incolor emparelhado com um 10,95 quilates, em formato triangular diamante azul. Segundo a Christie's, diamantes azuis estão entre os mais raros e cobiçados diamantes coloridos, já que apenas um em cerca de 10 milhões possuem uma cor pura o suficiente para ser classificado como "fancy vivid."



A venda da Blue Bulgari culminou com um leilão do lote 448, que atingiu um total de US $ 52,5 milhões.



Fonte:http://www.nationaljewelernetwork.com/nj/diamonds/supply/article_detail?id=20543

22 de out de 2010

Adriana Lima veste sutiã de 2 milhões de dólares para a Victoria's Secret

A top brasileira Adriana Lima, que integra o time das “angels” da Victoria’s Secret, vai vestir um sutiã de 2 milhões de dólares (cerca de R$ 3,4 milhões) no desfile anual da marca, que acontece no dia 30 de novembro em Nova York.



O “mimo” foi elaborado em parceria com a marca canadense Damiani e é composto por diamantes brancos, topázio e safira – totalizando 142 quilates. A peça é o sutiã mais valioso que a Victoria’s Secret já desenvolveu. Muito luxo! Confira ao lado.

 
 
 
 
Foto: Divulgação / Victoria's Secret
Fonte: http://gnt.globo.com/Estilo/Noticias/Adriana-Lima-veste-sutia-de-2-milhoes-de-dolares-para-a-Victoria-s-Secret.shtml


Tendências para os Cabelos no Verão

Temperaturas quentes e novos modismos. O verão está chegando e os cabelos encurtam. Com o cabelo exposto ao sol, a tendência é dos tons mais claros e naturais. Brasileira gosta de cabelo grande, mas o curtíssimo combina com a estação.







Simule looks antes de mudar seu cabelo.







Veja algumas das tendências:



O que sobe e o que desce

“A palavra do momento é volume, por mais que as brasileiras ainda tenham dificuldade em lidar com cabelos volumosos, muitas ainda não descobriram o poder de um bom leave-in”, diz Mariana Gorini. Neandro Ferreira diz que os longos descem: “principalmene o estilo mulher das cavernas”, brinca ele.



O comprimento

“Com o calor a tendência é subir um pouco o comprimento. Para as que não abrem mão do cabelão o comprimento de até uns três dedos a baixo do ombro é perfeito pra conseguir prender quando o calor apertar e também dar um visual fresh e mais livre pra poder aproveitar bem o verão”, diz Mariana.



Penteados

A aposta de Neandro é no estilo pin-up e volume tipo diva dos anos 60. Mas com um porém. “Com elementos casuais nada de muito retrô com cara de salão”, diz.



As tranças continuam. “A trança despojada e jogada pro lado, pode ser uma coisa do dia a dia ou até um penteado de festa”, sugere Mariana. Aprenda a fazer uma trança clicando aqui. Mas ela aposta em outro look: o rabo-de-cavalo. “Ele pode ser no alto da cabeça, baixo, pro lado, bagunçado, reto, volumoso, liso...” O coque alto também continua. “Mesmo que seja mais bagunçado, dá uma cara de quem investiu tempo no penteado, quando na verdade pode ser feito em poucos minutos”, diz ela . Confira o passo-a-passo de um coque rápido e estiloso.






Os curtos

“Os cabelos mais curtos estão entrando com força nesse verão , principalmente o estilo super curto Joãozinho”, diz Neandro. Pense em Emma Watson e Carrie Mulligan. Além deste corte, conhecido como pixie, Mariana dá uma outra referência: “o corte que a Rihanna usa, com a nuca bem batida e a franja mais longa, que pode ser usada pra cima feito um topete ou bem desfiada e jogada pro lado”.



Acessórios

Estão de volta e cada vez mais diversos. “Penas, plumas, brilhos”, vai listando Neandro. “Grampos, arcos, tiaras e fivelas também, tudo pra tirar o cabelo do rosto, mas não deixando de ser um acessório que pode influenciar muito no look”, completa Mariana.



Cor

As cores mais naturais são tendência. “Tenho visto um crescimento nas clientes usando um tom do vermelho mais acobreado, ou até o cobre com mechas caramelo”, diz Mariana. O ombré, com mechas degradê, é tendência também. João Bosco, colorista do Crystal Hair, diz que as mechas são mais escuras e não apenas nas pontas.









Fonte: http://gnt.globo.com/Estilo/Noticias/Conheca-tendencias-para-os-cabelos-no-verao.shtml

Jóias e Hollywood

Hollywood sempre influenciou a moda. Mas, em vez de apenas inspirar modismos, a estratégia de marketing dos filmes muitas vezes vai além e lança a própria linha fashion. É o caso do filme 'Tron Legacy', que aposta em uma coleção que reúne roupas, acessórios e joias inspirados no universo da ficção científica.





Bracelete faz parte da coleção de acessórios
do filme / Reprodução


O longa-metragem dirigido por Joseph Kosinski, que retoma o clássico da década de 80, inspira de sandálias, botas e jaquetas de couro a bolsas, brincos, braceletes e cordões.
O grafismo e o jogo com as cores preta e azul são a base das peças. Acessórios de prata geométricos inspiram a linha de bijuteria. A geometria surge nas roupas, seja na estampa ou nos debruns coloridos.
As peças podem chegar a 2.600 dólares (cerca de R$4.300,00), como é o caso de uma gargantilha de prata. E já estão à venda no site da Disney, mesmo com o lançamento do filme previsto para o dia 17 de dezembro nos Estados Unidos.



Fonte:http://gnt.globo.com/Estilo/Noticias/_-Tron--ganha-linha-exclusiva-de-roupas--acessorios-e-joias.shtml

20 de out de 2010

Gemologia

As gemas simbolizam a perfeição espiritual e o desejo de imortalidade do ser humano. São concentradores de emoções. Suscitam os mais variados sentimentos como amor, poder, fascínio ou ganância.


A virtude das gemas não é por isso inerente à sua natureza somente, mas sobretudo funciona nas mãos de seu legítimo possuidor. Como na Alquimia, polir uma pedra e trazer à tona seu brilho simboliza as virtudes do homem reveladas pelo polimento do espírito.










Fonte: http://www.ambienteimagem.com.br/minerais.html

12 de out de 2010

Um Dia de Criança

Crianças nosso maior patrimônio






Hoje não poderia ser diferente o discurso, as crianças são e serão sempre, nossa maior esperança de um futuro melhor. Também, como não se encantar?

Como não acreditar nesse sorriso? Simplesmente mágico, puro e singelo
Como não deturpar toda essa pureza? Uma grande pergunta que depende de nós pais, tios, avós e educadores. E mais, já estamos entregando um mundo com inúmeras falências, contando com a sabedoria dessas crianças de hoje, para resolver nossos futuros problemas, porque não fomos sapientes suficiente para tal tarefa e ainda nos denominamos adultos.

Que Deus abençoes todas as crianças! E que nós “Adultos”, façamos o mínimo para garantir a nossas crianças um mundo melhor, se fizermos o máximo... Ainda será pouco!!

Adultos sejam criaças hoje e façam o mundo melhor sempre.
Um bom dia da criança a todos!!

9 de out de 2010

Amsterdan Sauer / Jóias Excêntricas



A Amsterdam Sauer em parceria com Eliana Tranchesi, da Villa Daslu,

desenvolveram uma nova linha de joias excêntricas, mas que já causam

frisson entre as fashionistas.



A coleção de anéis de salamandras com pedras preciosas, é um luxo só!

O anfíbio, que por ser muito resistente ao fogo, representa proteção e sorte.



Em ouro negro, com esmeralda, ametista, citrino e muitos diamantes,

estas peças deixam o look muito mais sofisticado e ainda protegerá

as mulheres contra qualquer mau agouro.



Fonte: http://www.sortimentos.net/?p=39526#more-39526

8 de out de 2010

Técnicas/Ourivesaria

Pré-Ligas Autech para prata 925 ou 950



O contínuo crescimento do mercado das jóias em prata é uma tendência consolidada, e observada por aqueles que estão atentos ás demandas do setor joalheiro. Algumas peculiaridades desse belo metal, nos faz pensar que essa tendência seja irreversível. São elas:

- Baixo custo do metal, possibilitando a confecção de peças sem limitação de peso;

- Beleza do metal, extremamente branco e com alta refletividade;

- Baixa densidade, conferindo ás peças baixo peso e grande visão.



Com o aumento da demanda desse mercado, novos produtos foram desenvolvidos, para facilitar e atender ás necessidades crescentes do fabricante de jóias em prata. A tecnologia e novos conhecimentos metalúrgicos, possibilitam a superação de algumas dificuldades tradicionalmente encontradas no setor. Uma dificuldade comum e bem conhecida pelos fabricantes, lojistas e consumidores finais das jóias em prata é seu conhecido escurecimento.



A prata é um metal que apresenta uma grande tendência em absorver grandes quantidades de oxigênio, durante o processo de fundição. Essa característica não traria maiores transtornos pois, a prata em seu estado puro não sofre oxidação.

Porém a prata é um metal macio por natureza, havendo a necessidade de adição de outros componentes para torná-la adequada ao trabalho de joalheria. Por isso, faz-se necessária a adição do cobre.



O cobre aumenta a dureza da prata, tornando possível a confecção de jóias em prata com a resistência adequada. Mas, o cobre sendo um metal altamente oxidável, reage com o oxigênio formando o óxido de cobre, que é preto. Daí, o conseqüente escurecimento característico das peças de prata 925/950.



Muito se pesquisou na busca de uma solução para esse dilema: se é fundamental a adição de cobre às ligas de prata, como evitar o indesejado e inevitável escurecimento característico do seu óxido?



Sabemos hoje, que, a inclusão de outros metais em pequenas quantidades, pode evitar ou minimizar o escurecimento das ligas de prata. Um desses metais é o Germânio.



O Germânio é um metal que sofre oxidação, assim como o Cobre. Porém, o resultado é a formação do óxido de Germânio. Esse óxido recobre toda a superfície de contato da peça, formando uma película incolor.



Portanto, a oxidação do Germânio não trás inconvenientes, pelo contrário, passa a ser desejada; pois a formação de um óxido incolor mantém a prata com sua coloração clara e brilhante por muito mais tempo.

A inclusão do Germânio, nas ligas de prata moderna, permite a confecção de peças com teores 925/950 altamente resistentes ao escurecimento. O fabricante poderá escolher a liga dependendo do resultado que deseja obter. Caso queira um efeito escurecido, utiliza a liga convencional. Caso a opção seja pelo não escurecimento, uma liga contendo Germânio possibilitará resultados surpreendentes.



E isso é só o começo. Essas pré-ligas estão em constante evolução para atender cada vez mais um mercado crescente, consolidando a tendência das jóias em prata no topo da moda.



João Tajara Filho

Responsável Técnico
 
Consulte também para outros metais ouro amarelo, ouro branco, ouro vermelho:
http://www.autechlegor.com.br/produtos/introducao.aspx?idCategoria=2
 
Fonte: http://www.autechlegor.com.br/artigos/artigo.aspx?idArtigo=17
 
 
Dica:
 
A minha dica para os pequenos produtores, para quem trabalha com pequenas quantidades de metal  é : Uma técnica muito antiga, no entanto esquecida por muitos, quando vc separar o metal, antes de adicionar a liga ou pré-liga, funda todo o metal ainda puro (prata ou ouro) faça uma chapa grande laminando até 0,30 ou 0,25 mm. Somente após esse processo de laminação do metal puro, você adicionará a quantidade de liga necessária, refundir e laminar. São dois processos, mas garanto que vale a pena.
Perceberá uma sensível diferença na confecção de sua peças, experimente.
 
Valeu !!